Bem-vindo ao blogue do Centro de Língua Portuguesa do Camões, IP na Universidade da Extremadura /Cáceres

Bienvenido al blog del Centro de Lengua Portuguesa del Camões, IP en la Universidad de Extremadura /Cáceres




24/04/17

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa



Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 1/13



XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa




Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 2/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa



Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 3/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa



Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 4/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

 Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 5/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 7/13


XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 8/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 10/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 11/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 12/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 13/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 6/13
 

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa


Obrigado pela participação!

 Escuela Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata
Vídeo 9/13

XIII Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

Obrigado pela participação!

Biblioteca Pública de Badajoz

19/04/17

31.ª edição da Feira Internacional de Agropecuária de Estremoz



 A 31.ª edição da Feira Internacional de Agropecuária de Estremoz (FIAPE), irá decorrer de 27 de abril a 1 de maio de 2017 no Parque de Feiras e Exposições de Estremoz Eng. André de Brito Tavares.
Resultado de imagem para fiape 2017 A FIAPE é um certame de valorização e promoção socioeconómica e turística do Concelho de Estremoz e da Zona dos Mármores, integrando diversas mostras das atividades com maior peso económico no Concelho e na Região: agropecuária, artesanato, mármore, produtos regionais, gastronomía.
A exposição agropecuária continua a ser um dos sectores com maior representatividade na feira. Na edição de 2016, esta exposição teve um peso de cerca de 30% dos expositores, contando com mais de 2.700 m2 de exposição de maquinaria agrícola e com mais de 400 ovinos, 50 caprinos, 80 bovinos, suínos, equinos e aves de raças autóctones e exóticas em exposição no Pavilhão da Pecuária. A par da exposição realizam-se concursos de raças ovinas (Merino Branco, Merino Preto, Merino Precoce e Ile de France) e bovinas (Concurso Nacional da Raça Limousine e Charolesa). Decorrem ainda colóquios técnicos sobre variadas temáticas atuais, relacionadas com o sector agropecuário.
Resultado de imagem para fiape 2017Em paralelo com a FIAPE decorrerá a 35.ª edição da Feira de Artesanato de Estremoz, que habitualmente conta com a participação de mais de uma centena de artesãos, a trabalhar ao vivo, e com trabalhos nos mais variados materiais: barro, cortiça, madeira, rendas, mármore, vime, vidro, ourivesaria, entre outros. Esta feira é uma das mais conceituadas a nível nacional e uma das mais importantes a sul do Tejo.
 Os restantes sectores representados na feira são o comércio e serviços, os produtos regionais, a gastronomia e a mostra institucional.
A área do comércio e serviços é bastante variada, prevendo-se que venham a estar representadas empresas de venda de móveis e decoração, eletrodomésticos, têxtil-lar e outros, bem como empresas de serviços, como é o caso de agências de viagens, empresas de projetos e consultadoria, etc.
Os produtos tradicionais representados são os enchidos, os queijos, os vinhos, as compotas, a doçaria, o azeite, o mel... Relativamente ao sector vitivinícola, existirá um espaço onde estarão representadas a maior parte das adegas do Concelho de Estremoz, atestando o peso que este sector tem cada vez mais no Concelho e a afirmação da qualidade dos vinhos de Estremoz no contexto regional e nacional.
Relativamente à gastronomia, o certame contará com a participação de restaurantes da região, onde poderá ser comprovada a riqueza do saber e do sabor da tradição gastronómica alentejana. Paralelamente, realizar-se-á o tradicional Concurso de Cozinha Alentejana, com a participação de vários restaurantes do Concelho de Estremoz, cujos vencedores serão divulgados na inauguração da FIAPE e cujas ementas a concurso estarão disponíveis durante o período de realização do certame, constituindo uma oferta gastronómica complementar à existente no recinto, mas desta feita no centro da cidade e em todo o Concelho.

Fonte: http://www.cm-estremoz.pt/?pa=557&lang=1

06/04/17

A Páscoa em Portugal

A Páscoa começa já na próxima semana e, em Portugal, carateriza-se por algumas tradições:

- Compaso

Esta tradição consiste na visita casa a casa do crucifixo de Cristo no dia de Páscoa ou nas semanas seguintes para celebrar a sua ressurreição.


Um pequeno grupo de paroquianos ou mordomos, com ou sem o seu pároco, liderados por um crucifixo que representa a presença de Jesus vivo, percorre várias casas dos paroquianos que manifestem a sua vontade de receber a visita de Jesus ressuscitado no dia de Páscoa. Em cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes da casa beijam a cruz de Cristo como demonstração de adoração.

- Padrinhos e afilhados


Durante esta época também se recorda o laço que une os padrinhos com os afilhados, sendo que tradicionalmente se oferece às crianças amêndoas, ovos (símbolo da vida), pão-de-ló e folares.








- Semana Santa em Braga


A semana santa mais famosa em Portugal é na cidade de Braga. Durante esta semana a cidade é decorada com motivos alusivos à quadra e os "Passos"e altares de rua enchem-se de flores e luzes.
Todos os dias da Semana Santa realizam-se diversos eventos, dos quais se destaca a procissão do "Enterro do Senhor" celebrada na sexta-feira santa à qual chegam a assistir 100.000 pessoas. 



 -Folares


O folar é tradicionalmente o pão da Páscoa em Portugal. Na  base da sua confeção estão a  água, o sal, os ovos e a farinha de trigo. A forma, o conteúdo e a confeção variam conforme as regiões de Portugal e vai desde o salgado ao doce, nas mais diversas formas. Nalgumas receitas é encimado por um ovo cozido com casca.

O folar de Valpaços 

Particularmente no nordeste da região de Trás-os- Montes, em Valpaços, o chamado folar de Valpaços é confeccionado à base de massa de pão, lêveda e fofa, sendo recheado com carne de porco, presunto, salpicão, linguiça, entre outros ingredientes possíveis. Na sua confeção, são ainda usados ovos, banha e azeite.

O folar de Olhão 


Este folhar também chamado folar de folhas ou folar do Algarve, é um bolo tradicional do Algarve. É composto por camadas cobertas por açúcar, manteiga e canela. 
                                             

04/04/17

Morreu Fernando Campos, autor de "A casa do pó"


Fernando Campos, o conhecido autor e membro da Academia das Ciências de Lisboa, morreu no pasado dia 1 de abril.

Filho do pintor Alberto da Silva Campos, foi professor de latim no ensino secundário e publicou o seu romance mais conhecido -  A casa do pó - em 1986, com 62 anos. Este romance, que demorou 11 anos a fazer-se, foi um autêntico sucesso segundo Maria da Piedade Ferreira, criadora da editora Quetzal, porque “era o começo do boom do romance histórico, era um tema português, passava-se em Portugal, era bem escrito. Foi esse conjunto de factos que fez vender o livro, fundamentalmente a moda que estava a começar dos romances históricos, e não havia muita coisa passada em Portugal.”


Publicou também outras obras como a sátira literária O Homem da Máquina de Escrever , ou  A Esmeralda Partida, romance histórico sobre a figura de D. João II, que lhe valeu o Prémio Eça de Queiroz. 

03/04/17

Escola Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata




Na passada sexta feira , a leitora do Camões, IP na Universidade da Extremadura e responsável pelo CLP/C em Cáceres esteve na Escola Oficial de Idiomas de Navalmoral de la Mata, no âmbito da exposição "Potencial económico da língua portuguesa", para uma agradável conversa  com os alunos de português sobre a importância da língua portuguesa no mundo.
Aqui fica o registo fotográfico do momento!





31/03/17

Curso de Português Avançado no CLP/C



O Centro de Língua Portuguesa do Camões, IP em Cáceres tem o prazer de informar que vai decorrer em maio um curso de português avançado, com o nome “Porque no Porto nem tudo é vinho...”. 



  
Este curso é organizado pelo Centro de Língua Portuguesa do Camões, IP e pela  Área de Filologias Galega e Portuguesa da Faculdade de Filosofia e Letras da UEx, e destina-se a pessoas com um nível avançado de português (C1/C2 do QECR).

As sessões decorrerão em maio, das 18h00 às 20h00, no CLP/C (Av. Virgen de la Montaña, nº 14, Cáceres) com o seguinte calendário: 
3 e 4 de maio (4.ª e 5.ªf);
8 e 10 de maio (2.ª e 4.ªf);
15 e 17 de maio (2.ª e 4.ªf).



As inscrições são limitadas.  

Os interessados deverão formalizar a sua inscrição, até dia 21 de abril, através do preenchimento do formulário de inscrição disponível em   http://bit.ly/2nmiCed

28/03/17




O Codex 632

Aqui deixamos a opinião da nossa usuária Ana María Paz Solís.

Obrigado, Ana !





Estava à procura de uma leitura interessante que me fizesse entrar noutro tempo, noutras vidas, noutros lugares, quando alguém muito acertadamente me recomendou O Codex 632 do José Rodrigues dos Santos.

Desta maneira dei comigo a aprofundar a história. Trata-se de um livro de leitura fácil, muito bem documentado e que nos faz viajar não só pela história, mas que também nos faz viajar por lugares, países e continentes distantes. Vamos até à época dos descobrimentos que ocorreram no Séc. XV, e depois de um grande trabalho de pesquisa do autor, é-nos desvendada a identidade de Cristóvão Colombo.

O livro é tão descritivo que nas suas páginas sentimos e saboreamos as comidas que o protagonista lá descreve e onde procurou as fontes para a sua investigação.

Em resumo, um livro irrecusável para aqueles que gostam dos enigmas e da criptoanálise.

27/03/17

IX Jornadas de Atualização Docente de Português




No fim de semana passado decorreram as IX Jornadas de Atualização Docente de Português organizadas pelo CPR de Cáceres, pelo Centro de Língua Portuguesa/Camões IP na Universidade de Extremadura e pela Coordenação do Ensino de Português em Espanha e Andorra.


 


Estas jornadas procuraram responder às necesidades de atualização no ensino/aprendizagem de português língua estrangeira. Foram dois dias de partilha de conhecimento e todos levaram novas ferramentas para a sua prática letiva.













 

22/03/17

V Congresso Internacional SEEPLU



V Congresso Internacional SEEPLU

Tecnologias para o português    (#tecPT)

 
 

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro de 2017, terá lugar, na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Extremadura, o V Congreso Internacional da Sociedad Extremeña de Estudios Portugueses y de la Lusofonía (SEEPLU).

Será dada especial atenção às recentes e inovadoras propostas didáticas e científicas relacionadas com as TIC no ensino do português língua materna, língua segunda e/ou língua estrangeira (PLM / PL2 / PLE).


Conferências plenárias confirmadas:

- Fernando Alburquerque Costa (Instituto de Educação – Universidade de Lisboa);
- Daniel Ribeiro Alves (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa);
- Ana Amélia Amorim S. de Carvalho (Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação – Universidade de Coimbra);
- João Couvaneiro (Gabinete do Secretário de Estado da Educação / Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. António Augusto Louro; St. Peters School e Colégio dos Plátanos).

 

Temas das comunicações:

a - Legendagem;
b - Aplicações práticas das TIC no ensino de português;
c - Literacia digital;
d - Novas modalidades de ensino online;
e - Interdisciplinaridade digital: novas perspetivas para aproximar o português das
     TIC (cartografia, artes,…);
f - Elaboração de materiais de ensino de PLE online;
g - Vídeo e áudio no desenvolvimento de destrezas e competências em PLE;
h - Apps e software para o ensino da língua portuguesa;
i - TIC na e para a investigação: projetos, recursos, linhas;
j - O futuro das TIC no âmbito de PLE: novas aplicações, novos caminhos;
k - Outras propostas gerais da língua, literatura e cultura portuguesa;
l - Outras propostas gerais da didática de PLE.
 
De acordo com o trabalho desenvolvido nestes encontros bianuais, pretende-se que este congresso constitua um foro ativo de troca de opiniões e ideias, formulação de teses e abordagens, assim como uma abertura de correntes e vias de investigação, não apenas dos temas propostos, mas também dos desafios e novos temas que emergem da riqueza da comunicação intercultural e interlinguística no âmbito da Lusofonia.
 
Proposta de comunicação:

Para realizar uma proposta de comunicação deve enviar um abstract de máximo de 250 palavras, com as correspondentes palavras chaves (máximo 5) e os dados da(s) pessoa(s) que a propõem (nome completo, instituição, e-mail) para o correio electrónico congresoseeplu@gmail.com .
 

Datas importantes:

Envio de propostas: até 10 de maio de 2017
Comunicação da aceitação: 21 de maio de 2017
Entrega do texto para publicação em atas: 1 de julho de 2017

 
Comité organizador:

Iolanda Ogando (diretora)
Ana Belén García Benito (secretária)
Sandra C. Hurtado Cardoso (vogal)
Bárbara Azevedo (vogal)

Comité científico:

Fernando Alburquerque Costa (Universidade de Lisboa)
Rocío Alonso Rey (Universidad de Salamanca)
Juan M. Carrasco González (Universidad de Extremadura)
Isabel Margarida Duarte (Universidade do Porto)
Cândido Oliveira Martins (Universidade Católica Portuguesa)
Micaela Ramon Moreira (Universidade do Minho)
Enrique Santos Unamuno (Universidad de Extremadura)
Otília Costa e Sousa (Instituto Politécnico de Lisboa)
 
 
E-mails de contacto:
congreso.seeplu@gmail.com
iolanda@unex.es
agbenito@unex.es


Sítio web:

Para informação atualizada consultar o site https://seeplu.wixsite.com/tecpt


 

21/03/17

21 de março. Dia Mundial da Poesia

Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

*
Folha a folha como se constrói um pássaro
e entre si o ar e a árvore
se iluminam.
O pássaro canta, alguém escuta, as coisas juntam-se
em desequilíbrio
no grande buraco luminoso para cima.
E o canto continua tudo entre árvore e ar
com a luz desarrumada folha a folha.
E cada coisa regressa de si mesma.
No papel onde se levanta o mundo numa baforada desde as unhas
ao braço e à cara e à boca no som apenas
de pedaços de palavras,
a assimetria dos dedos nos vocabulários que faíscam, uma
soletração pouca.
O canto inteiro escrito arterialmente perto,
coluna de sangue e ar,
canto pequeno.

Ou o poema contínuo

Herberto Helder

21 de março. Dia Mundial da Poesia


Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

FADO DAS AMARGURAS

meu amor, se me és o mundo
nestas minhas desventuras
podes ver quanto me afundo
no lodo das amarguras

não posso viver contente
de meu próprio natural
o meu bem corre-me mal
e o meu mal é recorrente.
mas a mim infelizmente
parece que mais abundo
em tristezas num segundo
do que os mais em toda a vida
és a história repetida
meu amor, se me és o mundo

eu dei, tu deste, nós demos
um ao outro a vida acesa,
tinha a força da represa
darmos tudo o que pudemos
e as palavras que dissemos
de paixão e ardentes juras,
os afagos, as ternuras,
tudo isso agora parece
que não trava o que acontece
nestas minhas desventuras

Poesia 1997/2000

Vasco Graça Moura


21 de março. Dia Mundial da Poesia

Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

O JARDIM

O jardim está brilhante e florido,
Sobre as ervas, entre as folhagens,
O vento passa, sonhador e distraído,
Peregrino de mil romagens.

É Maio ácido e multicolor,
Devorado pelo próprio ardor,
Que nesta clara tarde de cristal
Avança pelos caminhos
Até os fantásticos desalinhos
Do meu bem e do meu mal.

E no seu bailado levada
Pelo jardim deliro e divago,
Ora espreitando debruçada
Os jardins do fundo do lago,
Ora perdendo o meu olhar
Na indizível verdura
Das folhas novas e tenras
Onde eu queria saciar
A minha longa sede de frescura.

É ESTA A HORA...

É esta a hora perfeita em que se cala
O confuso murmurar das gentes
E dentro de nós finalmente fala
A voz grave dos sonhos indolentes.

É esta a hora em que as rosas são as rosas
Que floriram nos jardins persas
Onde Saadi e Hafiz as viram e as amaram.
É esta a hora das vozes misteriosas
Que os meus desejos preferiram e chamaram.
É esta a hora das longas conversas
Das folhas com as folhas unicamente.
É esta a hora em que o tempo é abolido
E nem sequer conheço a minha face.


Dia do Mar

Sophia de Mello Breyner Andresen


Exposição Potencial Económico da Língua Portuguesa

 
 
 
A "Exposição Potencial Económico da Língua Portuguesa" foi inaugurada, no dia 16 de março de 2017, na Fundación F.Concha, em Navalmoral de la Mata, com uma visita guiada a cargo da leitora Raquel Gafanha.
 
Aqui ficam algumas fotografias do evento.